Festas CEU

Centro Espírita Urubatan

"SE A CURIOSIDADE AQUI TE CONDUZIU, BENDITA CURIOSIDADE, QUE TE FARÁ UM DIA, UM OBREIRO DO SENHOR"

PRÓXIMAS FESTAS
Você é nosso convidado, seja bem vindo!

 

26/10/18 - HOMENAGEM DONA MARIA PADILHA

 

 

01/10/18 - FESTA COSME, DAMIÃO E DOUM

 

03/09/18 - FESTA FUNDAÇÃO C.E.U - 77 ANOS

 

13/08/18 - FESTA DOS BAIANOS

 

30/07/18 - FESTA CIGANA

25/06/18 - CRUZ DE JOÃO BATISTA

 

14/05/18 - FESTA DOS PRETOS VELHOS

AS SETE LÁGRIMAS DE UM PRETO VELHO

Num cantinho de um terreiro, sentado num banquinho, pitando seu cachimbo, um triste Preto Velho chorava.
De seus olhos molhados, esquisitas lágrimas desciam-lhe pelas faces, não sei por que contei-as... Foram sete.
Na incontida vontade de saber, aproximei-me e o interroguei. Fala meu Preto Velho, diz ao teu filho por que externas assim uma visível dor? E ele suavemente respondeu:
- Estás vendo esta multidão que entra e sai?
As lágrimas contadas estão distribuídas a cada uma dela.
- A Primeira, eu dei a estes indiferentes que aqui vem em busca de distração, para saírem ironizando aquilo que suas mentes ofuscadas não podem conceber...
- A Segunda, a esses eternos duvidosos que acreditam desacreditando, na expectativa de um milagre que os façam alcançar aquilo que seus próprios merecimentos negam.
- A Terceira, distribui aos maus, aqueles que somente procuram a Umbanda em busca de vingança, desejando prejudicar aos seus semelhantes.
- A Quarta, aos frios e calculistas que sabem que existe uma força espiritual, e procuram beneficiar-se dela de qualquer forma, e não conhecem a palavra gratidão.
- A Quinta, aos que chegam suaves, com risos, o elogio na flor dos lábios, mas se olharem bem o seu semblante, verão escrito: “Creio na Umbanda, nos teus caboclos e no teu Zambi, mas somente se vencerem o meu caso ou me curarem disso ou daquilo.”
- A Sexta, eu dei aos fúteis que vão de centro em centro, não acreditando em nada, buscam aconchegos e conchavos e seus olhos revelam um interesse diferente.
- A Sétima, filho, nota como foi grande e como deslizou pesada:
Foi à última lágrima, aquela que vive nos “olhos” de todos os Orixás. Fiz a doação dessas aos médiuns vaidosos, que só aparecem no centro em dia de festa e faltam as doutrinas.
Esquecem que existem tantos irmãos precisando de caridade e tantas criancinhas precisando de amparo material e espiritual.
Assim, filho meu, foi para esses todos, que vistes cair, uma a uma as sete lágrimas de Preto Velho.

 

 

23/04/18 - FESTA DE OGUM - SÃO JORGE

 

SIGNIFICADO E SIMBOLISMO:
São Jorge era filho de família rica, estudou muito e foi criado com esmero. Ainda jovem, entrou para o exercito, pois tinha vocação para a liderança e gostava das batalhas. Nasceu na Capadócia, Turquia, no ano de 275, na era do Imperador Diocleciano. E, mesmo sendo do mais alto escalão do exército romano, ele se converteu, dividiu sua fortuna com os cristãos e passou a discutir com o Império, querendo acabar com a perseguição contra a fé em Cristo. Por ordem do imperador, porém, foi preso, torturado e forçado a voltar para a religião romana. Não obedecendo ao imperador, São Jorge foi morto em 23 de abril de 303, por decapitação. Sua imagem trás símbolos e significados profundos. Vamos conhecê-los.

A ARMADURA
Simboliza a armadura do cristão, que São Paulo descreve na carta aos Efésios 6, 10-18. A couraça representa a justiça. O capacete representa a certeza da salvação. O cinturão, a verdade. O calçado, a prontidão para anunciar o Evangelho de Jesus Cristo. Assim, o Santo é lindamente representado como um guerreiro, um oficial do reino de Deus, vestido para a batalha espiritual contra o mal.

A ESPADA E A LANÇA
Com as quais ele fere mortalmente o dragão, representam a Palavra de Deus, conforme o escrito de São Paulo: "A Palavra de Deus é viva, eficaz, mais penetrante do que uma espada de dois gumes e atinge até a divisão da alma e do corpo, das juntas e medulas, e discerne os pensamentos e intenções do coração". (Hebreus 4,12) é com o poder da Palavra de Deus que São Jorge vence o mal.

A CAPA VERMELHA
A capa vermelha representa seu martírio. Ele foi decapitado, ou seja, teve a cabeça cortada por não ter renegado sua fé em Jesus Cristo.

O CAVALO BRANCO
O cavalo branco de São Jorge simboliza a pureza e a santidade, armas indispensáveis na luta contra o mal. Além disso, a cor branca, usada na Páscoa, nos lembra a vitória sobre a morte e a ressurreição de Jesus. A grande luta de São Jorge foi contra o império romano que queria acabar com os cristãos. Por isso ele foi elevado aos altares da Igreja.

O DRAGÃO
O dragão na imagem de São Jorge representa o demônio, o mal que quer nos destruir e toda perseguição do império romano contra os cristãos. Uma outra versão conta que este temido dragão apavorava uma cidade da Libia de nome Salone. Os moradores passaram a oferecer vitimas para o dragão. Primeiro foram ovelhas, mas como a fera não se continha, começaram a oferecer crianças em holocausto. Quando chegou a vez de oferecer a filha do rei, a pequena Sabra de 13 anos, São Jorge disse que iria salvá-la do dragão, pedindo em troca a conversão de toda a cidade ao cristianismo. Conseguindo o seu intento, voltou para a cidade trazendo arrastado o dragão morto e a filha do rei sã e salva. Assim, toda a cidade e região se converteram. Por isso o dragão aparece na imagem sendo ferido mortalmente pela lança, enquanto o cavalo o pisa para prendê-lo. Representa a vitória da vida sobre a morte, da Igreja sobre o demônio, da luz sobre o medo e a incerteza.

O CAMINHO E A CAPELA
A capela pintada ao fundo da imagem de São Jorge simboliza a própria Igreja de Cristo, formada pelos cristãos. Há um caminho difícil para se chegar até ela. Este caminho simboliza as dificuldades de São Jorge e de todos nós para chegarmos a Deus. Sobre o caminho tem a figura de uma jovem: é a princesa que foi salva por São Jorge.

 

30/03/18 - FECHAMENTO DE CORPO SEXTA-FEIRA SANTA

VENHA VOCÊ TAMBÉM BUSCAR PROTEÇÃO

O rito de fechamento de corpo não é pacto nem conjuração com forças negativas ou seres diabólicos como se costuma dizer na ignorância dos leigos.

A cerimônia de fechamento de corpo na Umbanda é realizada na sexta-feira santa, em um momento de grandeza energética no planeta, e tem a intenção de bloquear, impedir e dificultar que qualquer maldade astral ou material tenha acesso ao nosso corpo fluídico ou mesmo atingir ao nosso corpo carnal. Ter o corpo fechado não quer dizer que somos imortais, invencíveis ou a prova de bala.

O fechamento de corpo é uma cultura antiga dos nossos terreiros de Umbanda, porém hoje em dia muitos não têm o costume de realizar este rito e outros nem conhecem, somente ouviram falar. É um ritual que agrega segurança e firmeza ao nosso corpo fluídico e que irá impedir com maior intensidade a ação de demandas, trabalhos ou espíritos sem luz que queiram nos prejudicar.

22/01/18 - FESTA OXÓSSI

30/10/17 - FESTA SEU ZÉ PELINTRA

 

CENTRO ESPÍRITA URUBATAN

Rua Sabaúna, 115 - Água Branca/SP
CEP: 05041-010 - Fone: (11) 3875-1615
Site: www.centroespiritaurubatan.com.br
E-mail: contato@centroespiritaurubatan.com.br